Sobre

martinha

Algumas pessoas são apaixonadas por contos de fadas na infância, crescem e os esquecem. Eu segui com a minha paixão. Diria que sou uma romântica nata, mas como ser romântica se as vezes as palavras saem de mim tão barrocas? Como dizer que sou barroca se o meu estilo as vezes é um pouco arcadista? Ah, eu sou uma mistura de variantes. Quem sou eu? Uma estudante de Engenharia Civil meio poetisa. Vivo entre os números e as letras. Sou nordestina, sertaneja. Tenho apenas – ou já – 19 anos. Sou um exemplo de pessoa instável. Afinal, já viu um poeta ser estável?

Devido a essa minha infinita e complicada paixão por palavras, decidi criar o blog para expor aí o que eu sinto e o que eu deveria sentir. Talvez alguém em algum lugar do mundo pense que nem eu ou ainda sonhe como eu. Mas mesmo se não existir, continuarei aqui, pensando e escrevendo do meu jeito.