Use esse espelho pra se ver.

03 de julho de 2018
Nenhum comentário

Senta aqui. Vamos conversar um pouco. Finja que eu não sou outra pessoa, que eu sou apenas você. Tome este espelho e se olhe. O que você ver? Até onde você consegue ir olhando dentro dos seus olhos? Somos tão intensos, não é? As vezes fico perdida quando me olho assim. Mas, é óbvio que você precisa ir além. Sinto que ainda não se encontrou e o grande motivo disso tudo é a falta de conhecimento pessoal. Você não se olha, você não se enxerga verdadeiramente. Perde tanto tempo olhando os outros, querendo ter aquela vida encantadora que mostram ter e esquece que dentro de ti existe um encanto sem tamanho. Você é mais. Mesmo que tente achar um menos, não há sinal aqui que não seja o mais. Veja bem, já passastes por tantas coisas que quem está de fora ver força ao olhar pra ti. Parece até tolice dizer isso, entretanto é a realidade. Ao parar um pouco pra examinar os detalhes dos seu olhar, há uma possibilidade de tu enxergar isso. Lembre-se de todas as lágrimas que por ele já desceu, quantas delas foram de alegria e quantas delas foram você gritando que o esgotamento parecia ter chegado? E bem, não chegou. Aí você vivo. Ao olhar para tua boca, lembre-se de todos os sorrisos que dela já brotou. Quantas palavras dela já saíram e machucaram alguém? Ou melhor, quantas delas já foram o motivo de alguma pessoa ir dormir bem? Você faz é já fez coisas memoráveis, veja só. Aí dentro deste espelho há todas as suas qualidades e todos os seus defeitos. Sei que é difícil aceitá-los, mas eles não são tão ruins assim. Há maneiras de se lidar. Há maneiras de colocá-los atrás da porta da vida, basta você conhecer cada um. Dê uma chance a si mesmo. Se conheça. Só você pode saber até onde vai a verdade em si mesmo, ouviu? Só você.

Martinha Barreto. 19 anos. Estudante de Engenharia Civil. Técnica em Edificações. Sonhadora. Apaixonada por MPB. Flamenguista doente. Viciada em livros. Escreve desde os 12 anos. Um pouco dramática. Um pouco exagerada. Meio Julieta. Meio Helena. Meio Marília. Meio Capitu. Inteiramente palavras.


nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *