Relacionamentos Abusivos e Autoestima: Quando você parou de se achar bonita?

15 de setembro de 2016

amor-proprio-e-relacionamentos-abusivos

Hoje vou lançar uma série de posts no meu blog, seguindo a idéia do “Quando você deixou de se achar bonita?”. Cada post terá um tema diferente e se iniciará com o depoimento de alguma mulher. Principalmente por saber que existem vários tipos de opressões que mexem com nossa autoestima e para que todos se sintam representados. Afinal, seria uma falta de respeito com todas se eu protagonizasse esse quadro. Então, para iniciar, hoje vamos conhecer um pouco a história de Ane e como relacionamentos abusivos podem trazer danos gravíssimos ao amor próprio de uma mulher. Perguntei a Ane quando ela deixou de se achar bonita e essa foi a resposta:

“Quando foi que eu deixei de me achar bonita?

Quando tive seqüências de relacionamentos abusivos, isso vem acontecido desde os meus 18 anos e até então parece jogo de azar, pois tenho 22 anos hoje e isso ainda não passou. Fui trocada diversas vezes sem nenhuma explicação por meninas que tinham dinheiro ou que eram mais bonitas que eu. Muitas pessoas falam: “Autoestima baixa por causa de macho? Jamais!” Legal, se você é super bem resolvida com isso, palmas pra você, mas comigo foi muito além de ter sido trocada. Comigo são palavras que me magoaram no decorrer desses anos, atitudes que esperava de certas pessoas e expectativas criadas.

“Você não vai arrumar alguém melhor do que eu” “você só serve pra isso” são palavras que mexem com o psicológico da gente de tal forma, que você pode ser a Miss Universo que ainda sim vai se sentir magoada e vai se perguntar. Será? Será que ele tem razão? Depois de tantos relacionamentos abusivos cheguei a pensar que realmente o problema sou eu, na verdade eu ainda acho que sou eu. Sei que por dentro sou uma pessoa linda, não consigo desejar o mau pra ninguém, tento ajudar o máximo que posso todas as pessoas que amo, claro, tenho os meus defeitos e quem não tem? Sou do tipo de pessoa que morre por alguém que ama. Mas, às vezes, tenho dúvida: será que mais vale a beleza exterior do que a interior?”

Ane Caroline, 22 anos | Blog | Canal | Instagram

Existem muitas pessoas como a Ane por aí, quantas vezes nós aceitamos qualquer tipo de demonstração de afeto apenas por acharmos que não somos boas o bastante? Quantas vezes nos perdemos no mundo atrás de pessoas que nos tratam mal com medo da solidão? Relacionamentos abusivos nos fazem ser assim. Não temos culpa. É como se nós nos sentíssemos inferiores a qualquer pessoa ou a qualquer coisa. Mas olha só, nós não somos. Não importa quantas vezes a gente tenha que repetir isso até acreditarmos, mas vamos – um dia – acreditar: Nós não somos inferiores.

Se você tem alguma história de relacionamento abusivo, comenta. Vamos debater um pouco sobre assunto. Se você quer aparecer aqui, comenta também. Irei ficar infinitamente feliz com a sua participação e ah: semana que vem tem mais!

Martinha Barreto. 19 anos. Estudante de Engenharia Civil. Técnica em Edificações. Sonhadora. Apaixonada por MPB. Flamenguista doente. Viciada em livros. Escreve desde os 12 anos. Um pouco dramática. Um pouco exagerada. Meio Julieta. Meio Helena. Meio Marília. Meio Capitu. Inteiramente palavras.


nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *