As consequências das escolhas.

20 de abril de 2016
12 comentários

É engraçado como a vida muda completamente do nada. Nossos planos, nossos sonhos, nossas metas, tudo muda de um instante para o outro. E aquela pessoa que eu era antes, já se foi há muito tempo. Ou não. Ou ainda estou em algum lugar escondido dentro de mim. O que está claro é que nada está como eu esperava ou pensava que esperava.Todos aqueles caminhos que eu pensei que iria trilhar ficaram para trás na primeira curva que eu dei. Não sei se enxergo isso de uma maneira diferente que os demais, mas por que a gente muda tanto com o passar dos anos? Era tão bom sonhar e acreditar que aquilo seria igual. Eu realmente acreditava. Eu, com toda sinceridade do mundo, pensava que iria ser mais um alguém que luta contra a maldade que alastra o planeta.

 
Mas não, tornei-me apenas mais uma pessoa triste e sem razão alguma de prosseguir. Curvei em rotas tão significativas e ao mesmo tempo sem motivo algum que me perdi nos meus próprios desejos. Hoje, já não me vejo mais com algum sentido como via antes. A nostalgia já fez morada em mim. É possível sentir saudade dos sonhos que não realizou? Se não é, eu consegui essa proeza. Sinto em mim um vazio infinito de algo que nunca chegou a acontecer, porém me faz uma falta incontrolável. É como se um pedaço de mim tenha ficado em algum lugar na minha caminhada, e esse pedaço me completasse. Todavia, como encontrá-lo de novo? Como conseguir minha estabilidade se não sei por onde deixei essa minha parte? Não há jeito e se há, será colocar novos planos, novas metas, novos pensamentos.
 
Seja dito de passagem, não estou há reclamar das respostas que a vida me deu as minhas ações, porém estou ao que eu fiz comigo mesma. Somos capazes de mudar tudo que existe dentro da gente com apenas um pensamento e isso, ah, isso causa danos imutáveis. Afinal, todo segundo que se passa não tem mais volta. Mesmo nossas vontades sendo infinitas, o tempo é finito. E o que a gente faz com ele tem como conseqüência todo nosso futuro. 

Martinha Barreto. 19 anos. Estudante de Engenharia Civil. Técnica em Edificações. Sonhadora. Apaixonada por MPB. Flamenguista doente. Viciada em livros. Escreve desde os 12 anos. Um pouco dramática. Um pouco exagerada. Meio Julieta. Meio Helena. Meio Marília. Meio Capitu. Inteiramente palavras.


12 comentários

12 respostas para “As consequências das escolhas.”

  1. Que texto lindo, realmente não da pra sentir saudade do que nunca tivemos e eh realmente incrivel como podemos mudar tudo apenas com a força de nossos pensamentos

    Garota Jedi

  2. Acho que o que você deixou transparecer nesse texto se resume em uma palavra Martinha: Crescer.
    A vida tem a mania de não esperar a gente ter certeza que caminho vamos trilhar, se vamos chorar ou sorrir, quando percebemos ela já ultrapassou nossos passos.
    Beijo

  3. Luma Cabral disse:

    Somos capazes de mudar e recontinuar caminhos, mas sabe o que é mais bonito e triste? A gente aprende e entende que, as vezes, é melhor sem eles… e que a vida sempre vai seguir para algum caminho que não esperávamos, mas que era exatamente o caminho que deveríamos seguir naquele momento. Amei o texto e por estar tão sintonizada com o que voce falou, me fez muito bem ler!

  4. adorei Martinha *—–*
    quando menos se espera tudo acontece com o piscar dos olhos e nos surpreendemos com o que ocorreu assim, tão de pressa

  5. Lindo o que você escreveu, acredito que nos tornamos o que escolhemos ser, nossas escolhas são o nosso mapa para o futuro… Fico feliz que tenha voltado com o blog e pode apostar que sou leitor fiel…

    Meu blog – http://www.marcelocavalcantiblog.com.br

  6. Anônimo disse:

    Lindo texto, contudo triste, o caminho pode está sendo difícil, mas mesmo que seja impossível voltar no tempo é possível resolver as coisas. As vezes desisti de algo que está te fazendo mal vale muito apena, vejo muitas pessoas adoecerem por medo de desistir daquilo que está lhe fazendo mal, mas precisamos ser empáticos conosco, devemos parar para refletir sobre nossas atitudes e sobre o que está nos fazendo mal. Desculpe, talvez eu não tenha falado nada com nada, mas faça uma reflexão sobre aquilo que você acha que não te pertence só que você não consegue abandonar. Beijos, uma pessoa que te admira muito!

  7. Ficou lindo o blog, fazia tempo que eu não vinha aqui. O mês de abril foi muito cansativo porque participei do weda. Deixei recado mas você também não respondeu então deixei pra lá. Dei parabéns pra vc tb e não respondeu. São muitos fãs.rsrs
    Mas enfim, espero que esteja bem e quanto ao texto está ótimo, o ser humano está nesse plano para evoluir, estamos em construção.
    Também passo por isso, erro, acerto, me arrependo, mas é a vida. O tempo realmente é precioso e nossas ações tem consequências, você está certa.
    bjs
    http://www.pilateandosonhos.com

  8. Nadine Vieira disse:

    Martinha, tô compartilhando muito de todo esse sentimento presente no seu texto. Às vezes tudo parece muito sem sentido e todos aqueles planos de ser mudança parecem tão distantes… Enfim, você não está sozinha nesse barco. Te admiro muito, lindona <3

  9. Roberta Vale Araujo disse:

    …colocar novos planos, novas metas, novos pensamentos…
    Somos capazes de mudar tudo que existe dentro da gente com apenas um pensamento… Afinal, todo segundo que se passa não tem mais volta. Mesmo nossas vontades sendo infinitas, o tempo é finito. E o que a gente faz com ele tem como conseqüência todo nosso futuro. PALAVRAS SUAS!
    VIVA gatona, apenas viva!!! Te admiro muito…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *